Buscar
  • Assessoria

ENIO TATTO QUER DEBATER COM PRESIDENTEDA ENEL-SP AUMENTO DAS TARIFAS ELÉTRICAS




O 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Enio Tatto (PT), protocolou requerimento convidando o presidente da Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo (Enel), Max Xavier Lins, para que ele seja ouvido sobre alternativas ao aumento nas tarifas elétricas para os mais de sete milhões de consumidores da Região Metropolitana de São Paulo durante o período de calamidade pública provocada pela pandemia de covid-19.


“O reconhecimento de calamidade pública que atinge o estado tem como consequências inúmeras restrições. Cito o desemprego e a luta constante de isentar/suspender pagamentos das contas de consumo de serviços essenciais, entre elas a energia”, justifica Enio Tatto.


Para ele, nesse cenário de dificuldade de sobreviver à pandemia, “vemos com muitas ressalvas, discordância, contrariedade o anúncio do aumento das tarifas de energia. Esse, definitivamente, não é o momento de aumentar as despesas das famílias”.


“O momento vivido por São Paulo, pelo país e pelo mundo é o de pandemia. Todas as atenções e recursos estão sendo direcionados para o enfrentamento dessa crise sanitária, observa o deputado. Acrescenta que, com base nessa situação, “acompanhamos um estado preocupado com a economia, mas acima disso, com a saúde das pessoas”.


“Outro exemplo que podemos ressaltar é que, decorrente do desemprego, falta comida. O estado, as entidades e as comunidades estão se organizando numa força tarefa para garantir ao maior número de famílias que necessitam de alimento, cestas básicas”, comenta.


De acordo com Enio Tatto, “a crise fez com que milhares de trabalhadores perdessem o emprego ou tivessem os salários reduzidos. Segundo dados do IBGE, cerca de 13% da população brasileira está desempregada e não há indicativos favoráveis para melhoria desses números nos próximos meses”.


Conclui ressaltando que “o Brasil discute, nesse momento, a extensão do auxilio emergencial para famílias de baixa renda que não conseguiram se colocar no mercado formal, evidenciando que o anúncio do aumento na conta de luz vem no pior momento da economia”.

2 visualizações

© 2020 - Deputado Estadual Enio Tatto